Eu quero ser Igreja e não membro de uma instituição. 14


0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Quem tem o hábito de ler meus artigos sabe que existem algumas coisas na igreja evangélica brasileira que me incomodam. Existem assuntos que realmente me tiram do eixo. O maior deles é quando vejo certos irmãos defendendo mais a sua igreja, e seu pastor, do que o próprio Reino. Infelizmente hoje, muitas pessoas pensam que Reino de Deus e a sua denominação é a mesma coisa. Grande engano!

Não é raro encontrar crentes que acreditam haver salvação somente dentro da sua denominação, e muito mais ainda são aqueles que pregam que você têm que ser batista, presbiteriano, assembleiano, metodista, da comunidade tal, neo-pestecostal, da igreja do pastor tal e etc., e nem se quer dizem que você, na realidade, tem que ser de Jesus! Costumo dizer (e alguns ficam muito bravos comigo) que não sou batista, mas estou batista, pois um dia vou morrer e meu cartão de membro ficará apodrecendo aqui neste mundo. O que sou, e que nunca deixarei de ser é cristão, como meus irmãos que frequentam outras igrejas.

Nós não estamos entendendo a gravidade da situação. Ensoberbibos pela batalha da “igreja mais poderosa”, não percebemos o quanto esta institucionalização da Igreja de Cristo nos deixa fraco e sucinto a derrotas. Recentemente publiquei um estudo chamado “Neo-Ateísmo, os Novos Inimigos de Deus”. Neste estudo eu mostro como os novos ateus julgam ser mais fácil hoje vencer a fé. Eles afirmam que antigamente a fé das pessoas estava intimamente ligada a Deus, mas hoje enxergam que está fé maior foi transferida para as instituições, as diversas denominações cristãs. Em termos ateístas, antes as pessoas tinham sua crença em Deus, e atualmente colocam sua crença na “crença”.  Se você analisar profundamente, eles não estão tão errados, pois Deus, no coração de quem crê, é uma figura infalível. Não podemos afirmar o mesmo das igrejas. Deus é perfeito e a igreja, como instituição gerida por homens, é falha.

Nosso grande erro é quando consideramos que a “igreja física” é a mesma coisa que a Igreja de Jesus. A questão está na não compreensão do conceito de Reino pregado por Ele. Pra falar a verdade, muitas igrejas ignoram por completo os preceitos da formação do Reino de Deus. A mensagem do Reino envolve questões muito mais elevadas. É entender que acima de instituições está o fato de termos o mesmo Salvador e Senhor. É entender, também, que no conceito bíblico igreja é a comunhão das pessoas que professam esta mesma fé e pregam a mesma mensagem de redenção. É nesta fé que Jesus prometeu edificar a Sua Igreja (Mt 16.18). O próprio Jesus mostrou esta diferenciação no seu discurso. Nos três primeiros evangelhos, Mateus, Marcos e Lucas, Jesus fala sobre o Reino de Deus e Reino dos Céus (que são a mesma coisa) perto de 100 vezes, enquanto discursa apenas duas vezes sobre a Igreja (em Mt 16.18 e 18.17).

Entendam que eu não estou pregando uma atitude ecumenista moderna, de relativização da fé. Não acredito que todas as religiões, ou mesmo igrejas evangélicas levam a Deus, mas creio que todos aqueles que professam, de coração, que Jesus é seu Senhor e Salvador, que morreu por nossos pecados e que irá voltar da Glória para nos buscar é membro incondicional do Reino de Deus, da verdadeira Igreja, e pode me chamar tranquilamente de irmão.

Creio que chegou o tempo de pararmos de procurar quem está certo ou está errado, pois enquanto discutimos, muitos estão morrendo sem ouvir o evangelho. Creio que chegou o tempo de deixar de lado nossas pequenas diferenças e ser a Igreja unida que a Bíblia diz que devemos ser.

Afaste-se de todo sentimento que possa lhe opor com seu irmão. Não acredite em pessoas que discursam em favor desta ou daquela denominação em detrimento do Reino. Pregue a Cristo e não a uma instituição.  Sigam a Jesus e a sua Igreja, nada mais. Queira fazer parte da Igreja de Jesus Cristo, muito antes que querer ser membro de uma organização humana. Eu oro por isso, para o nosso bem.

Deus o abençoe.

Fabio Marchiori Machado.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

14 pensamentos em “Eu quero ser Igreja e não membro de uma instituição.

  • Fabio Marchiori Autor do post

    Olá Marcela. Muito obrigado pela sua participação.

    Na verdade temos muitas coisas para falar, mas o mais importante é que devemos manter o foco no Reino de Deus, sua missão e mansagem.

    Deus a abençoe.

    Fabio Marchiori

  • Wendel

    Fabio, penso nisso todos os dias! E isso tem me preocupado muito! Eu sempre fui Adventista e gosto muito da Igreja, mas isso existe muito lá dentro! As pessoas acham que só quem está lá será salva, como tipo um povo remanescente! Até creio am algum tipo de remanescente, mas não que obtenham salvação exclusiva! Obrigado pelo artigo brother… Deus abençoe

    • Fabio Marchiori Autor do post

      Olá Wendel, muito obrigado pela sua participação no BereiaBlog.

      Infelizmente, isso não ocorre somente na sua denominação. Em todas as denominações que conheço, uma boa parte das pessoas pensam semelhante aos irmãos descritos no seu comentário. Nós não devemos nos calar e colocar o Reino de Deus novamente no centro da vida das pessoas. Gostar da sua denominação não é ruim, muito pelo contrário, mas o que faz mal é a “idolatria” à placa de igreja.

      Deus o abençoe.

      Fabio Marchiori.

  • Maria Donizete Campos Alves

    Fábio faço minhas as suas palavras ai descrita,eu tb penso muito nisso,eu me considero membro de Cristo.
    Sei que toda Igreja dentro, tem sua doutrina,e que devemos respeita-las,são as leis que ali rege,mas vejo que muitas pessoas fazem muitas questão de aparecer dentro das Igrejas,e é exatamente ai que está o perigo.Vejo pessoas que mal começa a frequentar a Igreja e logo já se move para ter um cargo dentro da Igreja,nem espera o chamado do senhor,como se isto fosse leva-lo para o céu.
    Não quero julgar,mas são poucos que fazem os trabalhos de dentro da Igreja prazerozamente.No início querem aparecer depois sobre carrega,e ai passa a se lamentar,e então isto não é do agrado de Deus.Sei que fugi um pouco do assunto a cima referido,mas esta tb é uma questão que deve ser estudada dentro de uma Igreja.Acho que o crente as vezes esquece que Deus é soberano e está a frente de todas as coisas,então o conselho que eu dou aos meus irmãos em cristo,antes de querer alguma cargo dentro da Igreja,ore primeiramente para Deus é ele que está a frente,é ele que conhece seu caráter e a sua capacidade e então naturalmente o seu cargo vai aparecer,e vc irmão vai desfrutar disso prazerozamente,porque veio do Céu e não do Homem.
    Abraço…..Doni

    • Fabio Marchiori Autor do post

      Olá Doni,

      Muito obrigado pela sua participação no BereiaBlog. Concordo plenamente com o seu pensamento, tanto que abordamos o assunto no post “O servo de Deus que não busca interesses pessoais” (clique aqui para ler o texto). Na realidade, os dois assuntos são muito parecidos e tem a mesma raiz – a falta de noção por parte da maioria dos crentes do que representa o Reino de Deus e o serviço cristão.

      Deus abençoe.

  • Vitor Hugo

    Fábio, Bom Dia, espero que não se importe, mas coloquei esse post em meu blog… pois, é o que temos sentido a muito tempo… Desculpe por ter copiado… (coloquei os créditos)… Abraços, Vitor Hugo & Jackeline.

    • Fabio Marchiori Autor do post

      Olá Vitor e Jackeline.

      Primeiramente, parabéns pelo seu blog. Gostei muito do visual personalizado.

      Fico muito grato de vcs nos darem a honra de participar do Andar com Cristo. Fique sempre a vontade para buscar textos no BereiaBlog.

      Ví que vcs estão começando agora. Eu estou colocando o link de vcs nos blog que indicamos no BereiaBlog e vou divulgar no nosso canal de Twitter e do Facebook tb.

      Se precisarem de algo é só falar.

      Deu os abençoe neste importante ministério.

      Fabio Marchiori

  • flavio

    Boa noite,
    Não sou tão flexível, porém sempre serei aberto a debates a fim de chegar a um entendimento, não lhe direi a qual Igreja pertenço, pois me esforço pela misericórdia de Deus para pertencer um dia a sua Igreja.
    Vejo Hoje inúmeras denominações e isso por um lado é conveniente para a pregação do evangelho, mas por outro cria uma indústria legalizada de sobrevivência familiar a custas da palavra de Deus.
    Pessoas fazem parte de certas denominações não por conversão ao evangelho e sim por afinidade, vinculo ou tradição ao meio que participa. Pessoas que servem a Deus desde que seja da forma que quer conforme cada denominação deixe ou não de impor ou cobrar aquilo que ele se nega a fazer a exemplo: vícios, costumes, paixões, idolatrias, indulgências, contribuições… Etc.
    A realidade é que a palavra de deus é uma só e para ser seguida, e é difícil para o indivíduo abrir mão de si mesmo, “… negar se a si mesmo…”, as paixões da carne, da “comunhão com o mundo que é inimizade com Deus”, o indivíduo tem que deixar tudo que venha a impedir a sua intimidade com Deus. E o que vejo nessas denominações religiosas é uma grande mentira, uma maquiagem, desde os primeiro rudimentos “ batismo”, “ceias”, que deixam de ser observados, que dirá o resto da doutrina deixada pelo evangelho que é pisado todos os dias.
    Com certeza te digo meu caro não somente a você, mas a mim mesmo e a outros que ouvirem: O reino dos céus está reservado àqueles que se entregam à palavra sem timidez, vergonha ou medo, como fiéis cumpridores da sua vontade, no mais todos estaremos perdendo tempo se não observarmos tudo aquilo que foi deixado nas sagradas escrituras.

    Obrigado pela a oportunidade.

    • Fabio Marchiori Autor do post

      Flavio,

      Muito obrigado pela excelente reflexão. Eu creio que no fundo pensamos igual: – As denominações são importantes, porém o fundamental, e essencial, é o Reino de Deus. Muitas vezes estas polaridades se invertem, e daí surge nossa indignação.

      Deus o abençoe.

  • ramiro

    Gostei muito do video apesar de somente agora 05/10/11, telo assistido, sinto que de fato muitas igrejas atualmente se dedicam mais a outros assuntos do que a si mesmo como cristãos e igreja.Ista é uma pena pois Deus nos fez templo para habitar em nós.Mas muitos homens amantes de si mesmo querem para si toda a gloria, e a igreja ingenua assim o faz, que o Senhor Jesus, tenha de nós misericordia. Deus o Abençoe.

    • Fabio Marchiori Autor do post

      Olá Ramiro,

      Muito obrigado por seu comentário. Vc tocou num ponto importante, a questão da glória. O homem pensa cada vez mais ser digno de gloria, mas isso é algo que Deus não aceita dividir. A questão é que muitos declaram “glória somente a Deus”, no entanto não vivem esta palavra.

      Deus abençoe

      Fabio Marchiori Machado.